Veja 5 passos para sair do vermelho



Uma pesquisa recente pela CNC (Confederação Nacional do Comércio) revelou que que 57,6% dos consumidores brasileiros estão endividados. Muitos não conseguem quitar seus débitos e acabam com o nome negativado.
Para ajudar quem está nesta situação, a Fundação Procon-SP preparou algumas dicas que podem ajudar.

saia do vermelho,dicas parta sair do vermelho

Confira.

Passo 1: Organização

O passo mais importante para aqueles que estão endividados é saber a extensão do problema.
Liste todas as dívidas, especificando para quem deve, o valor que deve e a quanto tempo, os seus créditos, ou seja, salário, aplicações, rendimentos extras, entre outros, e suas despesas diárias, como transporte, alimentação e contas de consumo.

Passo 2: Controle

Tome medidas radicais para adequar o padrão de vida aos seus reais rendimentos, como, cortar supérfluos como TV a cabo e celular. Compre somente o necessário; pesquise os preços, as formas de e o CET (Custo Efetivo Total) antes de qualquer compra.
Não utilize o valor limite do cheque especial como segundo salário e procure fazer atividades de lazer gratuitas.
Além disso, não saia de casa com cheque ou cartão de crédito, leve somente a quantidade de dinheiro que for necessária.

Passo 3: Eduque-se

Crie uma rotina de controle de gastos, desta forma você sabe para onde está indo o seu dinheiro.
Elabore um plano para controlar as despesas que envolva toda a família, acompanhe diariamente o seu saldo bancário e despesas pagas no cartão de crédito e procure sempre uma oportunidade de economizar.

E-book para quem quer saber planejar-se financeiramente do Prof. Elisson Andrade

Passo 4: Ajuste-se

Saiba o quanto você pretende disponibilizar para quitar as dívidas. Tente negociá-las com os credores ou através de uma conciliação nos postos avançados de conciliação extraprocessual.
Avalie a possibilidade de utilizar algum dinheiro que esteja aplicado para saldar as dívidas.
Caso não tenha recursos para quitar as dívidas, pense em obter créditos com taxas menores, tais como antecipação da restituição do imposto de renda ou empréstimo consignado, mas fique atento a todos os valores de juros e taxas.

Passo 5: Regularização

Ao firmar um acordo de renegociação ou obter a quitação de uma dívida, mantenha tudo documentado e providencie a regularização da situação perante os cadastros de inadimplentes.

Cuidados

Os consumidores, muitas vezes, procuram empresas que prestam serviço de reabilitação de crédito, porém, nem sempre o contrato destas empresas é claro, principalmente, quanto aos valores envolvidos. Além de que o serviço prometido pode não ser concluído ou executado.
Caso você opte por contratar uma empresa que ofereça a reabilitação de crédito, verifique e exija que o contrato discrimine com clareza:
  •  identificação do fornecedor
  • preço, as formas de pagamento
  • quais são as penalidades por atraso no pagamento
  •  taxas de cartório, taxas do Banco Central
  • certidão negativa, de que forma será feita a intermediação
  • o que será feito
  • datas de início e término do serviço
  • condições para rescisão contratual
  • relação dos documentos que serão necessários
A empresa é obrigada a prestar contas de tudo o que foi feito e apresentar os protocolos e pedidos de cancelamento junto aos órgãos competentes. Caso a empresa não cumpra o que foi combinado, procure o órgão de defesa do consumidor de sua cidade.
O mais importante quando você terminar de saldar suas dívidas, não saia por aí contraindo novas dívidas.

Via, Infomony.com.br

Mantenha-se informado. Receba as postagens grátis!: Clique aqui e assine.

Você gostou deste artigo? Compartilhe:
TwitterDeliciousFacebookDiggStumbleuponFavoritesMore

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | coupon codes