Marketing Digital terá a melhor remuneração em 2013


Demanda por profissionais de Inteligência de Mercado, Trade Marketing e Gerenciamento de Categorias reflete em salários até 40% maiores para analistas júniors

Os profissionais de Marketing Digital são os mais valorizados do mercado, seguidos pelas áreas de Inteligência de Mercado, Trade Marketing e Gerenciamento de Categorias.  Os salários fixos estão até 40% maiores para analistas júniors que ingressarem em uma nova empresa e estas áreas serão as mais cobiçadas, especialmente no segundo semestre.  As informações são do Guia Salarial 2013 da Page Personnel para a área de Marketing.



Os profissionais em início de carreira registraram a maior valorização especialmente no Marketing digital por se tratar de uma área nova e carente de qualificação específica. Com média de R$ 3.000,00 de remuneração, o Analista Júnior de Marketing Digital é o cargo com inflação salarial mais acentuada, seguido por Inteligência de Mercado, com média inicial de R$ 2.500,00. Ocupam o terceiro lugar na lista dos mais valorizados os especialistas em Trade Marketing e Gerenciamento de Categorias, com média de R$ 2.500,00 no primeiro nível.

O aumento nas faixas acontece em consequência da maior demanda das empresas por estes cargos e da disputa por talentos. Automaticamente, o profissional ganha poder de negociação. Dados de uma pesquisa realizada pela Page Personnel em maio de 2012 apontam que 70% dos entrevistados pretendiam mudar de área ou de emprego nos próximos 12 meses. “Com o aquecimento do Marketing Online, o profissional com sete ou oito meses de casa pode ser convidado por outra companhia. É um risco pra ele se movimentar em pouco tempo, porque isso envolve mudar de cultura, de empresa e com certeza ele vai pedir mais”, aponta Danielle Martins, Gerente da Page Personnel, em entrevista ao Mundo do Marketing.

Brasil vivenciou outra temporada de valorização semelhante a esta nos anos de 2007 e 2008, sendo impulsionada pelo cenário econômico estabilizado e maior volume de investimentos das empresas. O aumento expressivo na média salarial, porém, é um ponto de atenção para as organizações porque pode representar ônus para as empresas de pequeno e médio porte. “As vagas continuam em maior número que os candidatos aptos a contratação. Na Page Personnel fazemos várias entrevistas, mas tirar uma lista de três ou quatro finalistas é um bom desafio. Os processos seletivos têm sido mais demorados e caros, as empresas estão mais criteriosas para contratar, visando rentabilidade e produtividade, e o perfil pretendido é o que consegue fazer mais com menos”, diz Danielle Martins.

Marketing Digital tem a maior alta
As empresas perceberam nos últimos dois anos a importância do Marketing Digital e vêm investindo mais nesta área. Em 2013, a remuneração deste profissional varia de R$ 3.000,00 em cargos Júnior, chegando a R$ 7.500,00 para a gerência. E o setor mais promissor é o de Bens de Consumo. Por se tratar de uma área nova, a oferta de profissionais qualificados é muito baixa, o que se reflete na ocupação de cargos Sênior por profissionais jovens, em sua maioria com cerca de um ano de experiência. Neste caso, o critério de escolha não passa pela vivência ou competência e sim pelo know how de ferramentas e tendências online.

O conhecimento apenas sobre os mecanismos da internet não são os únicos pré-requisitos para a gestão do Marketing Digital. Para obter resultados além dos modismos, o especialista precisa entender de outras áreas. “Atualmente temos dois perfis deficitários fazendo o Marketing de Midias Digitais: os primeiros são os que entendem bem de ferramentas e canais e apenas adaptam isso a abordagens de comunicação. Estes tendem a ser mais inconsequentes e a atuar em ações superficiais de curto prazo. Outra linha são aqueles que não entendem de digital, portanto, se tornam dependentes de funcionários que entendem da parte técnica. Como consequência, são mais vulneráveis,“ avalia Nino Carvalho, Coordenador dos Programas de MBA e pós-MBA de Marketing Digital da FGV no Brasil e CEO da Nino Carvalho Consultoria, em entrevista ao Mundo do Marketing.

Um dos perfis mais cotados para ocupar o cargo atualmente é o profissional de Relações Públicas. Além de saber dos conceitos de comunicação e Marketing, compreende as necessidades da empresa. “Os gestores do futuro serão muito bons em Marketing de Serviço, Marca e Trade. Estarão habilitados para qualquer ferramenta importante ou inovadora do mundo digital. Terão capacidade de acompanhar o mercado dinâmico e de se adaptar à agressividade das mudanças. Eles precisam de estratégias de construção de marcas independente de quais sejam as ferramentas do momento. Sua atuação será baseada na forma como as pessoas estão envolvidas socialmente e antropologicamente com essas ferramentas”, projeta Nino Carvalho.

Inteligência, Trade e Gerenciamento também em alta
O setor de Inteligência do Mercado ganhou bastante relevância entre 2008 e 2009, com uma valorização próxima à prevista pela Page Personnel para este ano. O nível salarial para cargos Sênior deve se manter na mesma média avaliada em 2012, entre R$ 4.500,00 e R$ 5.500,00, mas em alguns setores, pode ser bem maior. A indústria é responsável pelas maiores faixas do segmento: neste caso, os ganhos fixos na gerência podem superar os R$ 7.000,00.

No restante do país, este profissional também se mantém em alta por prover informações para diversas áreas e setores, nortear o planejamento estratégico e auxiliar na escolha de produtos e investimentos mais adequados.  “Este é o momento em que se precisa conhecer o perfil de seus clientes, seus padrões de consumo, o perfil da indústria, a concorrência e fazer todos os links. Este profissional tem que ter noção de financeiro, vendas e visão de fábrica”, pontua a gerente da Page Personnel.

O interior de São Paulo é exceção, onde a área de Inteligência de Mercado sofre diminuição com a remuneração saindo da média de R$ 5.000,00 nos últimos dois anos para R$ 4.200,00. A baixa na região representa um reajuste de cargos e salários que estavam supervalorizados devido ao deslocamento de profissionais da capital para o interior. Contraditoriamente, a região é a que registra os maiores ganhos fixos para a Gerência de Categorias: até R$7.000,00.

Bens de consumo paga mais ao Trade
Outra especialidade que se aquece neste ano é a de Trade Marketing, “O ponto de venda hoje é coração para as indústrias de bens de consumo. Se elas não tiverem uma boa exposição, boa ativação, se as equipes de promoção e merchandising não estiverem bem treinadas para colocar estes produtos a frente do consumidor, a empresa certamente sentirá nas suas vendas. E se a área de Trade estiver aquecida, consequentemente, várias outras área, como a de Gerenciamento também estará”, explica Danielle Martins, em entrevista ao portal.

O melhor segmento para esta área é o de Bens de Consumo paulistano, onde os gerentes podem ganhar até R$ 7.500,00 seguido pelo setor de Tecnologia que pode pagar mais de R$7.000,00 para o mesmo cargo. A menor valorização é sinalizada no estado do Rio de Janeiro, onde a posição recebe fixo mensal em torno de R$4.000,00, em B2C e cerca de R$5.200,00 em tecnologia e serviços. 
Luisa Medeiros, www.mundodomarketing.com.br


Mantenha-se informado. Receba as postagens grátis!: Clique aqui e assine.

Você gostou deste artigo? Compartilhe:
TwitterDeliciousFacebookDiggStumbleuponFavoritesMore

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | coupon codes