5 maneiras de turbinar suas aplicações e se tornar um "investidor modelo


Especialista aponta que novo quadro econômico exige comportamento diferenciado dos investidores

Para melhorar desempenho da carteira investidor deve adotar postura mais ativa (Thinkstock)A mudança no cenário econômico brasileiro, com a queda da Selic (taxa básica de juros) e a alta da inflação, vem penalizando muitos investidores que já não sabem mais onde aplicar suas economias.  Se antes bastava deixar o dinheiro em um investimento de renda fixa para vê-lo crescer, agora, achar uma aplicação que dê uma boa rentabilidade se tornou um desafio, o que exige maior comprometimento por parte dos investidores, conforme aponta o educador financeiro e fundador da Academia do Dinheiro, Mauro Calil.
“Hoje os investidores que quiserem ter uma rentabilidade diferenciada, deverão ter também um comportamento diferenciado. Assim, é necessário um novo modo de agir, baseado no interesse em conhecer, aprender e estar atento às opções de aplicações disponíveis no mercado”, ressalta.
Segundo o educador financeiro, é cada vez mais importante que o investidor cuide do seu dinheiro, escolhendo muito bem quem vai tomar conta dele e acompanhando de perto o que tem sido feito com suas aplicações.


Para melhorar desempenho da carteira investidor deve adotar postura mais ativa (Thinkstock)

Para exemplificar o que seria um “investidor modelo”, o especialista sugere 5 comportamentos que podem fazer a diferença na performance da sua aplicação.
Confira quais são eles:
1º - Invista com consistência e congruênciaIsso significa que mais importante do que a quantia investida é a disciplina que se tem ao investir, seja semanalmente, mensalmente ou o período que o investidor achar melhor. Além disso, o valor deve ser proporcional à sua renda. “O ideal é que essa quantia seja entre 10% e 30%”, sugere Calil.
2º - Reinvista juros e dividendosO melhor a se fazer é utilizar o rendimento de suas aplicações e reinvesti-lo até que o investimento consiga se manter “sozinho”, na opinião de Calil. "Os frutos devem oferecer novas sementes e não refeições. Faça isso até que seu pomar o alimente para sempre, sem que necessite de grandes cuidados", compara.
3º - Invista em setores e empresas que crescemComo a renda fixa não tem gerado os melhores retornos, a renda variável é uma boa alternativa, desde que se invista em setores que têm boas perspectivas e empresas com bons fundamentos dentro desses segmentos.
4º - DiversifiqueNesse caso, a sugestão de Calil é possuir em seu portfólio renda fixa, renda variável e imóveis. “A renda fixa formará um colchão de segurança necessário para dar tranquilidade em épocas ruins, a renda variável trará velocidade de enriquecimento e os imóveis, receitas recorrentes a serem reaplicadas”, aponta.
5º - Mantenha-se atualizado e atuanteTodo dia os noticiários estão recheados de informações que terão um impacto, muitas vezes indireto, em sua carteira de investimentos. Portanto, é essencial estar antenado às notícias e usar o conhecimento adquirido para realizar alterações no portfólio, caso seja necessário.
Gabriella D'Andréa, www.infomoney.com.br


Mantenha-se informado. Receba as postagens grátis!: Clique aqui e assine.

Você gostou deste artigo? Compartilhe:
TwitterDeliciousFacebookDiggStumbleuponFavoritesMore

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | coupon codes